Detalhes fazem toda a diferença: o ajuste fino da iluminação do quarto do seu filho

Você sabia que o projeto de iluminação da sua casa - especialmente nas salas e nos quartos - pode estar atrapalhando a qualidade e a quantidade de sono de toda a sua família? Pois é exatamente isso: até mesmo a lâmpada que você usa pode estar impedindo você e seu(s) filho(s) de dormirem mais e melhor.


Atualmente, quase todas as casas são iluminadas por lâmpadas de LED. Apesar de economicamente superiores às incandescentes, este tipo de lâmpada, em sua grande maioria, emite luzes brancas possuidoras de espectro azul (vibrações luminosas que nem sempre são visíveis a nós) que atuam diretamente nas mitocôndrias da nossa retina, inibindo nosso hormônio do sono, a melatonina - o melhor amigo, de fato, de toda mãe.


Nada de luzes brancas, portanto! Luzes brancas são sempre estimulantes. Uma casa precisa de luzes amarelas, que relaxam e auxiliam na chegada do sono. A melatonina é secretada em penumbra de no máximo 5 watts de luminosidade e é ela a responsável pela nossa sonolência e também pela manutenção do sono ao longo da noite.


Nos quartos, o ideal é lançar mão de acessórios de iluminação amarela suave que possam ser utilizados em momentos pré-sono, como na troca de roupa após o banho noturno e no ritual como um todo, favorecendo a secreção da melatonina. Mas atenção: apesar de algumas luzes não afetarem a produção de melatonina, apenas o escuro total pode proporcionar uma produção completa desse hormônio. Portanto, o lugar ideal para dormir deve ser totalmente escuro, livre de barulhos, confortável e de temperatura agradável. Só assim, as tão sonhadas noites inteiras chegarão para nossos filhos, e consequentemente, para nós! <3


Por Debora Coghi